Grainne Kealy teve parte do crânio afundado em acidente de carro

Grainne Kealy poderia ter morrido após um acidente sofrido a 190 km/h há 14 anos, em que estava sentada no banco do passageiro. O forte impacto afundou parte do seu crânio, mas ela sobreviveu.

No entanto, Grainne ficou sem parte da testa. Segundo os médicos, isso aconteceu porque ela estava com os pés apoiados no painel durante a batida. Isso fez com que os seus joelhos batessem na sua cabeça no momento do acidente.

O que ajuda a inglesa desde 2009 é uma prótese feita de cerâmica por uma empresa italiana. Depois de algumas operações, quase ninguém repara que Grainne usa a prótese na região da testa.

Mesmo assim, ela ainda sofre com fortes dores de cabeça em alguns momentos em que está conversando, tendo dificuldades para se concentar às vezes. Mas Grainne tenta levar a vida normalmente e hoje procura ajudar pessoas nas redes sociais a evitar sentar com os pés nos painéis do carro.

Sem mais artigos