Homem abraça pessoas e diz estar com Covid-19 nos EUA

Um caso ganhou repercussão nos Estados Unidos na última semana, quando um homem foi acusado por várias pessoas de tentar disseminar o novo coronavírus através de abraços em uma rede de supermercados.

O último a denunciar o rapaz foi um cliente do estabelecimento que se recupera de um câncer e, portanto, pertence ao chamado grupo de risco. Outros clientes também registraram boletim de ocorrência.

A polícia utilizou o sistema imagens do supermercado em Massachusetts para começar a investigação e procurar o homem, que estava de máscara, o que dificulta um pouco a procura.

Segundo autoridades da polícia, que ouviram os clientes, o homem tinha sempre a mesma abordagem. “Apenas dando um abraço em você. Você agora tem Covid”, dizia o rapaz depois de abraçar uma pessoa escolhida aleatoriamente.

A polícia afirmou que o homem pode ser indiciado por agressão e até ameaça terrorista. Os Estados Unidos são o país mais afetado pelo novo coronavírus, com mais de 5,8 milhões de infectados e cerca de 180 mil mortes.

Sem mais artigos