‘Raul Seixas me deu um dos melhores presentes de aniversário’, relembra Marcelo Nova

Itaici Brunetti

Por

Atualizado em 17/08/2017

16017_©_carina_zaratin_(1)

(Foto: Carina Zaratin)

Leia mais

Um dos melhores presentes de aniversário foi Raul Seixas que me deu“, conta Marcelo Nova, do Camisa de Vênus, em exclusiva ao Virgula. “Raul morava ali na Rua Frei Caneca, em São Paulo, e no dia do meu aniversário, que foi pouco antes dele morrer, eu parei em frente ao prédio que ele morava. Então, ele desceu de pijama e sapato social (risos) e me deu o maior abraço no meio da rua, de presente. Foi a última vez que o vi e sempre me lembro disso todos os anos. Foi um presente, uma lembrança pra vida toda“, relembra o cantor que completou 66 anos nesta quarta, 16.

Além das lembranças da amizade dos dois, Raul deixou uma obra musical maravilhosa para a eternidade e Marceleza, como também é conhecido, faz questão de propagá-la. Neste sábado, 19, o Camisa de Vênus apresenta o show Toca Raul no Teatro Bradesco, em São Paulo, em que celebra o Maluco Beleza. “O show terá duas partes: na primeira apresentamos canções compostas por Raul, dele junto comigo e com Paulo Coelho. Na segunda são os hits do Camisa de Vênus elétrico“, explica o vocalista.

Como foi escolher as músicas de Raul para o repertório? Deu ênfase nas famosas? “Olha, não me preocupo com hits, não. Isso é muito subjetivo. Nem sempre os hits são as melhores canções“, diz Marcelo. “A minha abordagem para este show foi pegar a veia mais rock n’ roll de Raul e traduzir essa faceta para o palco. Por exemplo, no repertório não tem músicas como A Maçã,  Tente Outra Vez, ou Gita. Mas, tem Metamorfose Ambulante, Cowboy Fora da Lei, Al Capone, Rock das Aranhas, Aluga-se e outras“.

E, qual é a sua preferida do show?  “Não tem preferida. Cada canção narra uma situação diferente, traduz uma época, um período“.

No bate-papo, Marcelo também volta no tempo e relembra de sua época na Bahia em que a música de Raul já fazia parte de sua vida: “Pra mim, cantar músicas do Raul sempre foi meio que normal.  Eu canto essas canções mesmo antes de ter uma carreira. Nos anos setenta eu tive uma loja de discos em Salvador e durante às manhãs e tardes a música ficava rolando o tempo todo. E, em meio ao rock inglês e americano a trilha sonora era inevitavelmente Raul Seixas. Então, pra mim não é nada novo. Com o Camisa de Vênus isso só saiu de uma loja de discos e foi para o palco“.

Para terminar, um desafio para a imaginação: o que Raul, que completa 28 anos de sua morte no dia 21 de agosto, estaria fazendo se estivesse vivo? Estaria compondo? Lançando álbuns? Qual seria a sua posição diante da atual situação política do país? “Isso é exercício de futurologia e eu me nego a participar. Agora uma coisa é certa e salta aos olhos de qualquer um, é só observar a trajetória de Raul e ver que se ele estivesse aqui hoje ele continuaria sendo Raul Seixas”, diz. Sobre política, Marcelo é direto: “Na turnê que fizemos juntos. Raul usava sempre uma camiseta escrita ‘Vote Nulo. Não sustente parasitas”.

Então, já sabem: no show está mais do que liberado gritar ‘Toca Raul!’. 

evento794_banner

(Foto: divulgação)

SERVIÇO:

Camisa de Vênus em Toca Raul

Quando:Dia 19 de agosto, sábado, às 21h

Onde: Teatro Bradesco – Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo. São Paulo

Ingressos: de R$ 35 (meia-entrada) a R$ 110 (valor inteiro) - www.teatrobradesco.com.br

Raul Seixas

1 de 15
Compartilhe Twitter Google +

Marcelo Nova e Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Juan Luis Gerra/Divulgação

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Reprodução/Facebook

Raul Seixas

Créditos: Divulgação

Raul Seixas

Créditos: Divulgação

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários