Ed Skrein deixa reboot de ‘Hellboy’ após críticas sobre representatividade

Por

Atualizado em 29/08/2017

Ed Skrein

Reprodução/Twitter Ed Skrein

Leia mais

Ed Skrein foi anunciado na semana passada como o mais novo ator a se juntar ao elenco do reboot de Hellboy. O problema é que ele viveria o Major Ben Daimio, que nos quadrinhos é asiático. Após uma enxurrada de críticas sobre representatividade, Ed usou seu Twitter para explicar seu lado da história e anunciar que não faria mais o papel.

“Na semana passada, foi anunciado que eu faria o Major Ben Daimio no futuro reboot do HELLBOY. Eu aceitei o papel, mas não sabia que o personagem, na história em quadrinhos original, é de origem asiática. Houve conversas intensas e um aborrecimento compreensível desde o anúncio. Eu preciso fazer o que sinto que é certo. Está claro que, para as pessoas, representar o personagem de maneira culturalmente justa é importante”, afirmou o ator, que é conhecido por seus papeis em Deadpool e também como o personagem Daario Naharis, em Game of Thrones.

tweet

O ator relatou ainda que negligenciar essa responsabilidade significaria continuar a tendência de deixar de lado a história e vozes das minorias étnicas nas Artes. “Sinto que é importante honrar e respeitar isso. Portanto, decidi sair do filme para que o papel possa ser escalado por alguém que se encaixe apropriadamente. A representatividade das diversidades étnicas é importante, especialmente para mim, pois venho de uma família de origem mista. É nossa responsabilidade tomar decisões morais em tempos difíceis e dar voz à inclusão”, relatou.

Major Ben Daimio

Reprodução Major Ben Daimio

Os produtores do filme, Larry Gordon, Lloyd Levin, Millennium e Lionsgate, também divulgaram um comunicado que apoiou a decisão do ator. “Ed veio até nós se sentindo muito mal por tudo isso. Nós apoiamos completamente sua posição, que não foi nada egoísta. Não foi nosso objetivo ser insensível em relação aos assuntos de autenticidade e toda a questão étnica. Nós vamos nos preocupar mais na hora de escalar outro ator para o papel, que seja mais consistente com a nossa fonte de material”, afirmaram.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários