Anna Murakawa é o maior nome do violino no Brasil da atualidade

Anna Murakawa não é só o maior nome do violino no cenário da música brasileira atualmente. Estudiosa, dedicada e corajosa, ela deixou o Brasil para vencer no exterior e hoje ensina pessoas a “aprender como aprender”.

Confuso? Não é, não. Em uma live realizada com o Virgula na última semana, Anna tirou um tempinho na sua agenda para falar sobre a carreira, o PHD em alta performance e deu show de simpatia com os internautas.

Início da carreira

Dotada de um belo e cativante sorriso, Anna disse que sofreu bastante ao deixar o Brasil. Vinda de família humilde em Osasco, ela deixou o país aos 17 anos para vencer lá fora e engrandecer cada vez mais o nome da música brasileira.

O tio foi quem apresentou Anna ao seu destino, em um projeto social na cidade natal. “Comecei no violino nesse projeto social. Quando descobri a música, foi quando descobri uma maneira pela qual eu poderia me expressar. Eu expandi os horizontes”, disse ela.

“Eu sempre tive tina musical desde criança. Tenho o ouvido absoluto. Se você tocar qualquer nota, eu consigo identificar essa nota, essa sonoridade. Eu era afinada, mas era cantora de chuveiro”.

A vida fora do país

O desenvolvimento fora do país veio com muita dedicação. Anna estudou na Bulgária e nos Estados Unidos antes mesmo de ir para a Austrália, onde enfrentou vários desafios. Mas sempre perseverante, veio a recompensa. Foi a primeira violinista a passar em sete anos em um doutorado de violino no país”.

Mas a falta de dinheiro ao chegar ao país oceânico pesou. Com apenas 30 dólares na carteira, ela resolveu tocar na rua. “Aí você tem que colocar o ego de lado e pensar em qual é o maior sonho. Você tem mais proximidade das pessoas, mas também tem pontos negativos”.

Anna relembrou então o motivo de ter parado de tocar nas ruas. “Eu comecei a ser extremamente assediada. Teve uma pessoa que sempre me seguia”, disse ela, contando a história de quando foi enganada.

Anna foi levada por um homem a um local, fingindo que haveria uma reunião em um restaurante. “Não existia restaurante nenhum, emboscada total! O cara ficava me ligando, todo lugar que eu ia ele sabia onde eu estava. E para piorar, ele falava que era da máfia italiana”, contou ela gargalhando.

Anna boxeadora?

“O episódio que me fez realmente parar de tocar na rua foi que uma vez eu tava tocando umas 21h com meu violino, que custa bem caro. E aí veio na estação um homem que estava sob efeito de entorpecente”, começou ela.

“Aí ele começou a gritar. ‘Ow, para com esse barulho aí que eu não consigo ouvir nada!’. Ele tava no telefone. Aí ele viu um orelhão na estação, que tava há uns dois metros de mim. Ele começou a ser mais agressivo: ‘se tiver que desligar o telefone eu vou te matar”, continuou Anna.

“E eu lá tocando e já pensando: ‘o que eu faço?’. Aí não deu outra. Ele desligou o telefone e veio pra cima de mim. Aí eu peguei meu violino, coloquei atrás das costas e dei um soco nele quando ele veio em cima de mim. Nessa hora passaram dois caras, seguraram ele e veio a polícia”.

O “aprender a aprender”

Professora na Universidade de Sidney, Anna falou sobre o processo de aprender tudo de uma maneira mais simples. “Hoje a sociedade está mudando com muita rapidez, eu acho que a habilidade número 1 que a gente pode ter é como aprender a aprender”.

“Existem várias vertentes do aprendizado. Uma coisa que é muito simples e que todo mundo pode fazer quando está aprendendo é: aprenda com o intuito de ensinar. Quando você tem esse pensamento, você vai aprender duas vezes”, revelou.

“Outra coisa que é muito simples é a questão da revisão. Quando você aprende uma palavra hoje, por exemplo, você vai pro seu curso de inglês e aprende uma palavra. Se você deixar para abrir o livro na próxima semana, sinto te informar, mas você está perdendo o seu tempo”.

“Existe a curva do aprendizado e a curva do esquecimento. A gente tem que revisar todo dia. Se você sobe um degrau hoje e não sobe amanhã, você tem que voltar pra estaca zero”.

Quer saber mais sobre o “aprender a aprender?”, conheça mais sobre Anna Murakawa nas redes sociais. Nós temos a certeza que, além de aprender bastante com ela, você terá uma imensa fonte de inspiração!

Assista à íntegra da live com Anna Murakawa abaixo.

Sem mais artigos