Malu Avelar por Sergio Fernandes

Mineira de Sabará, vivendo em São Paulo há seis anos, Malu Avelar trás em sua longa trajetória a criação da obra instalativa ‘Sauna Lésbica’ e diversos outros trabalhos como bailarina ao lado de artistas e coreografes renomados.

Agora, a artista interdisciplinar apresenta seu primeiro projeto solo, intitulado ‘1300° Qual é a saúde de um Vulcão?’, no Teatro de Contêiner Mungunzá. A agenda, programada para acontecer nos próximos dias 2, 3 e 4 de abril, sendo sábado e segunda às 20h30 e domingo às 18h, terá ingressos que vão de R$ 7,50 até R$ 40.

A obra se dá pela sobreposição subjetiva das formas piramidais presentes em formações vulcânicas e no modelo de estratificação social. Comparações entre processos vulcânicos e estruturas e normas humanas como, por exemplo, quais processos de atrito e destruição compõem ciclos de saúde, levantam imaginários e provocações que vão sendo respondidas em cena através de intensas propostas corporais.

O projeto foi construído de maneira independente através de uma profunda pesquisa ao longo dos últimos três anos e contou com provocações, estudos e parcerias de outres artistas como Grace Passô, Rodrigo Reis, Mário Lopes, Diane Lima, Zé Maria e outres.

SERVIÇO
Malu Avelar em ‘1300° Qual é a saúde de um vulcão?’
2, 3 e 4 de abril
Sábado e segunda-feira às 20h30 | Domingo às 18h
Teatro de Contêiner Mungunzá (Rua dos Gusmões, 43, Santa Ifigênia – SP)
Classificação: 12 anos
Duração: 40 minutos
Entrada: de R$ 7,50 até R$ 40
Ingressos antecipados no Sympla.

 

 

Em São Paulo, Malu Avelar estreia seu primeiro trabalho solo no Teatro de Contêiner

Sem mais artigos