Kainoa Little Fotógrafo não consegue comprador para imagens de guerra e decide compartilhá-las

À medida que a Batalha de Mossul, no Iraque, se agravou, a corrida entre os fotógrafos tentando vender imagens do conflito para os meios de comunicação também aumentou. O profissional Kainoa Little não conseguiu encontrar um comprador para suas fotos, mas decidiu compartilhá-las de qualquer maneira.

Baseado em Washington, o fotógrafo se especializou em zonas de guerra e esteve em Mosul em abril de 2017 para documentar os esforços da Polícia Federal iraquiana para libertar a cidade dos militantes do Estados Islâmico.

Havia fortes confrontos na Cidade Velha quy faziam com que civis fugissem em massa. As fotos de Little capturam a angústia dos refugiados que saíram de suas casas, a determinação dos soldados e o puro caos que ataca todos os envolvidos.

Embora Mossul ainda não esteja completamente livre, as forças iraquianas fizeram avanços significativos na recuperação da cidade.

Fotógrafo não consegue vender imagens de guerra e decide compartilhá-las

Sem mais artigos
Sair da versão mobile