One Arm Goose. 2004, Roger Ballen

O universo que compõe “Devir-Animal”, em cartaz do dia 19 de julho até 10 de setembro na Galeria Lume, mistura duas séries fotográficas com uma estética híbrida inventada por Roger Ballen e resulta em 13 obras expostas. O artista, que neste ano participa do pavilhão da África do Sul na 59ª Bienal Internacional de Veneza, desenvolveu um estilo idiossincrático chamado de “ballenesco”, que tem como característica o uso de instalações elaboradas junto a elementos como desenho, fotografia, pintura, colagem, teatro e técnicas escultóricas.

> Siga o novo Instagram do Virgula! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

A escolha por fotografias em preto e branco faz alusão ao mundo da psique humana: perturbador, provocativo e enigmático. Visa romper os pensamentos e sentimentos reprimidos, envoltos em temas de caos e ordem; loucura ou estados indisciplinados de ser; a relação humana com o mundo animal; vida e morte; arquétipos universais da psique e experiências de alteridade. Onde abre espaço para o humano se confundir com o animal, para o humano voltar a ser bicho.

“Animais permeiam meus espaços. Gatos, cachorros, ratos, galinhas, cobras e mais. Mortos e vivos, grandes e pequenos, selvagens e mansos. Para onde quer que se olhe, eles estão lá. Eles aparecem em lugares aos quais dificilmente pertencem. Você não pode escapar do animal. Você não pode fugir do animal. O animal está dentro de nós, lá no fundo. Nós viemos do animal” comenta o artista, Roger Ballen.

Serviço

DEVIR-ANIMAL, de Roger Ballen

Texto curatorial: Paulo Kassab Jr.

Local: Galeria Lume, sala expositiva II

Evento de abertura: 19 de julho, das 19h às 22h

Período expositivo: 19 de julho até 10 de setembro

Horário: segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 15h

Endereço: Rua Gumercindo Saraiva, 54 – Jardim Europa, São Paulo (SP)

Entrada gratuita

Roger Ballen expõe "Devir-Animal" na Galeria Lume

Sem mais artigos