A profissão não reconhecida, mas o curso é. Kim explica: “o curso é muito recente no Brasil (tem apenas nove anos). As pessoas ainda não sabem o que é quiropraxia exatamente. Mas isso vai mudar”.

O professor e dois recém-formados garantem o êxito nessa carreira. “Vivo melhor do que antes. Consigo sobreviver muito bem com a minha clínica”, relata Denílson Lopes Pinheiro.

Ele atende em média oito pacientes por dia. O valor da avaliação é de 150 reais o retorno custa 100 reais. Seus clientes vêm da região próxima de Bragança Paulista, onde mora, e São Paulo. Mas isso não é absurdo, porque a média varia de 80 a 180 reais a consulta. Portando: din din!

“Só existem duas faculdades no Brasil com essa graduação (Anhembi Morumbi, em São Paulo, e Feevale, no Rio Grande do Sul). Logo, você atende gente de todos os lugares do país”, lembra Kim. Parece mesmo uma mina de ouro.

Como montar um consultório

Sem mais artigos