Agora, o que não passou pela cabeça de muita gente é que o papa Bento XVI também está no ranking. E ainda é a fonte de várias problemáticas que podem ser discutidas. Tem a questão do aborto e eutanásia, que, apesar de batido, foi reacesa, segundo a professora do laboratório de redação do cursinho Objetivo, Maria Aparecida Custódio. É possível ainda discutir o fato de um país laico se submeter às leis da igreja.

Outro tema possível, segundo Maria, é a redução da maioridade penal e a pena de morte, que foram colocados em pauta depois do assassinato do menino João Hélio e dos outros mais de mil crimes pelo Brasil afora, leia-se Rio de Janeiro.

Mas e a invasão da USP?

Sem mais artigos