Mas se os caras que cuidam do dinheiro da USP mandam tão bem, por que tirar da mão deles o poder? Independente do governo, nada será mudado nas três universidades do estado. A função da Secretaria é criar um ambiente de discussão sobre a vida universitária e não influenciar a vida prática do aluno, justifica a assessoria do Secretaria do Ensino Superior.

No entanto, no dia-a-dia, os alunos garantem que não é bem isso que vai acontecer. Ao contrário da reitoria, os estudantes não querem aceitar as novas condições tão facilmente.

“É um absurdo que toda a autonomia para decidir a contratação de funcionários, destinação de verba, ou seja, tudo pra universidade, vai parar na mão do Serra”, diz Caroline Vidal, 21 anos, aluna do curso de Terapia Ocupacional da USP.

Quais as propostas do governo?

Sem mais artigos