spgls-187551-SPG-Cravings---Cheers-1

(Foto: reprodução)

Mais um ano chega ao fim e, no último dia, se não estamos correndo para preparar a festa (isso inclui comprar a calcinha da sorte no shopping lotado, argh!), geralmente estamos de papo pro ar esperando dar a hora da virada.

Então, nós do Virgula selecionamos dez curiosidades sobre o Ano Novo para você soltar na hora da ceia, quando o assunto ficar meio aranha. Além de entreter a família e amigos, você ainda paga de inteligente com a galera.

Olha só:

10 – Adeus ano velho, feliz ano novo

Essa famosa música, geralmente puxada pelo tio animadão quando dá meia-noite, chama-se, na verdade, Fim de Ano, e foi composta por David Nasser e Francisco Alves. A primeira gravação foi feita na voz de João Dias, em 1951.

DSCN5772 (800x600)

(Foto: reprodução)

9 – No ano que vem eu prometo…

Sabia que as promessas de Ano Novo são um costume antigo? Pois é, os povos babilônicos já faziam isso há mais de quatro mil anos. As promessas, porém, eram diferentes das nossas: assim que acabassem as festas, eles devolveriam equipamentos agrícolas emprestados por amigos. Mas, é bem difícil imaginar um babilônio dizendo: “Em -1369 a.C. eu prometo deixar de ser trouxa”.

maxresdefault

(Foto: reprodução)

8 – Festa da Circuncisão de Cristo

Dá pra acreditar que algumas culturas chamam o primeiro dia do ano de Festa da Circuncisão de Cristo? Pensando bem, faz sentido: Jesus teria uma semana de vida, na data.

Bellini-circumcision-NG1455-fm

(Foto: reprodução)

7 – Janus, vulgo “Porta”

O mês de janeiro tem esse nome em homenagem ao Deus Janus, que em latim quer dizer “porta”. Esse Deus possui duas faces, uma virada para frente e outra para trás, passando a mensagem de “abertura de novos tempos”.

janus_1

(Foto: reprodução) O Deus Janus

6 – Costumes brasileiros

Aqui no Brasil, temos uma série de protocolos a seguir na hora da virada: pular sete ondas, fazer pedidos e vestir branco são algumas delas. Todas essas tradições tem origem nas religiões africanas e foram trazidas pelos escravos. Muito mais legal que dar beijinho embaixo de um pé de visco branco, né, gringos?

tradicoes-ano-novo-5

(Foto: reprodução)

5 – Já é ano novo na Austrália!

Embora a brincadeira nas redes sociais tenha se tornado essa nos últimos anos, os primeiros lugares a comemorar o ano novo são as ilhas de Kiribati e Samoa. Por último, fica a galera de Honolulu, no Havaí.

australia

(Foto: reprodução)

4 – Réveillon fora de época

Alguns povos costumam comemorar o Ano Novo em outras datas. Veja quais:

Chineses: fim de janeiro ou começo de fevereiro

Japoneses: nos primeiros três dias de janeiro

Povos judeus: meados de setembro

Povos hindus: 1º de março (sul da Índia), 1º de outubro (leste e centro ou 14 de outubro (comunidade Tâmil)

Povos islâmicos: 7 de dezembro

Fé Bahá’í: entre 2 e 20 de março

Wiccans: 31 de outubro

Corrente celto-xamânica Thelema: 20 de março

maxresdefault (1)

(Foto: reprodução)

3 – Que dia ficou o Ano Novo, então?

Com tantos povos comemorando a virada do ano em datas diferentes, foi só há 500 anos que a maioria dos países passou a celebrar a data entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. Demorou para chegarem num acordo.

young-man-doubt-decide-sml

(Foto: reprodução)

 2 – Afinal, é réveillon ou Ano Novo?

Réveillon tem origem na palavra francesa réveiller, que significa ‘acordar’. Alguns povos acreditam que passar a virada dormindo faz com que você passe o resto do ano dormindo. Se for pensar metaforicamente, é melhor ficar acordado mesmo.

32459048116_afdb1df183_b

(Foto: reprodução)

1 – Pra quê tantos fogos?

Exatamente por causa da curiosidade acima. O barulho dos fogos é para te manter acordado, nem que seja maldizendo toda a sua vizinhança na hora da virada. Mas, você não vai fazer isso, né?

tradicoes-ano-novo-3

(Foto: reprodução)

Feliz ano novo para todos!

0c59262fbc56fbbd29aab500a68d401a

(Foto: reprodução)

Réveillons mais lindos do mundo

A cidade asiática tem um dos mais belos espetáculos de fogos de artifício do mundo. Dos topos dos prédios, são atiradas 'estrelas cadentes', para as quais as pessoas podem fazer pedidos de ano novo.
Uma das maiores festas de rua na Europa acontece no Réveillon de Berlim. Todos os anos, cerca de 1 milhão de pessoas se juntam para ver bandas ao vivo e DJs . Por lá, há ainda uma louca corrida em que os competidores correm carregando panquecas.
Na maior cidade da Oceania ocorre a maior queima de fogos do mundo. Há festas por todos os cantos. O porto de Sidney fica cheio de barcos, e os fogos coloridos fazem um espetáculo bonito sobre a Ponte de Harbour e a Sydney Opera House, cartões postais da cidade.
Se o seu negócio é praia, certamente gostaria de passar um Réveillon em Goa. Viajantes mochileiros de todo o mundo se juntam para dançar e beber em frente à cabanas e palmeiras. Casas e igrejas ficam iluminadas com luzes coloridas nessa época do ano.
As comemorações na cidade escocesa começam no dia 30 e se estendem até o dia primeiro. Bem no espírito fanfarrão escocês, a celebração tem bandas de música pop e tradicional, jogos engraçados e uma procissão pagã com tochas. Milhares de pessoas cantam, juntas, a canção tradicional 'Auld Lang Syne'.
Na gélida capital islandesa, a paisagem cheia de neve é iluminada tanto pela aurora boreal quanto por 500 toneladas de fogos de artifício. Um espetáculo lindo de morrer.
A cidade, conhecida pela festança carnavalesca no Mardi Gras, tem uma celebração do ano novo explosiva. Fogos de artifício estouram ao longo do rio Mississipi e as pessoas se reúnem na praça Jackson Square para a contagem regressiva.

10 curiosidades sobre o Ano Novo para você pagar de inteligente na virada

Sem mais artigos