Estudante negro e gay foi espancado e morto

Instagram/Reprodução Estudante negro e gay foi espancado e morto

Diego Vieira Machado tinha 24 anos. Estudava Arquitetura na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e vivia a expectativa de conseguir transferência para Comunicação Social. Era favorável ao aborto e legalização da maconha. Paraense de Belém e, mais importante, negro e homossexual assumido. Diego foi encontrado morto às margens da Baía de Guanabara neste fim de semana. Estava sem as roupas e com sinais de espancamento.

As investigações das polícias Civil e Militar do Rio apontam para crime de ódio. Amigos contaram aos jornais cariocas que Diego vinha sendo ameaçado por grupos fascistas e conservadores da universidade.

Nesta segunda-feira (4), passou a circular nas redes sociais um e-mail enviado, segundo investigação das autoridades, de um computador no Canadá, que ameaça jovens e bolsistas. A Polícia Federal cuida do caso. “Vamos começar por um certo alun@ que se diz minoria e oprimido por ser homossexual, que gosta de fumar maconha (…) que odeia Bolsonaro, que prega a liberdade do amor mas apoia o aborto”, diz um trecho.

carta

Estudante de Comunicação e diretor do DCE do curso, Pedro Paiva afirmou ao jornal O Dia que grupos fascistas agiam na faculdade, tanto em seu campus, quanto em páginas no Facebook, como UFRJ da Opressão, UFRJ Livre e Liberta UFRJ.

Nada disso, porém, sensibilizou muitos dos brasileiros que comentaram as notícias sobre o caso em páginas de portais no Facebook. A maioria das mensagens encontradas pelo Virgula minimizavam o fato de Diego ser negro e gay, tratavam o caso como “mais um” e se recusavam a acreditar que a motivação do crime tenha sido o mais puro e simples preconceito racial e homofóbico. O que, de fato, não é possível afirmar, mas todas as provas até agora apontam para isso.

Como disse a youtuber negra Gabi Oliveira nesta conversa recente conosco, o preconceito se aperfeiçoou, não é mais falado abertamente e busca apenas te desqualificar e minimizar. Nós temos abaixo 10 comentários que mostram exatamente isso:

negro gay 2 negro gay 3 negro gay 4 negro gay 5 negro gay 6 negro gay 7 negro gay 8 negro gay

 

Sem mais artigos