(Da redação) – No primeiro semestre desse ano, foram registrados 56 acidentes (com lesão grave, morte, desaparecimento ou falha mecânica) a bordo de aeronaves (aviões ou helicópteros) em todo país. O número preocupa por ser quase o mesmo do verificado durante todo o ano de 2005 – 58 acidentes.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) faz uma previsão trágica: a quantidade de acidentes em 2008 será o maior dos últimos oito anos. O Cenipa acredita que, se a tendência verificada nos últimos dois anos continuar, o número de acidentes pode chegar a 112 até o final de 2008. Desde 2005, os registros de acidentes só aumentaram. Em 2006, houve 68 e em 2007, 99.

Até hoje, 46 acidentes envolveram aviões (da aviação geral, de táxi aéreo, da aviação agrícola e da aviação de instrução), os outros dez aconteceram com helicópteros. Além disso, registrou-se 15 ocorrências fatais.

Onze dos acidentes ocorreram no estado de São Paulo, devido também ao grande fluxo de aeronaves. Em Mato Grosso foram nove, no Rio Grande do Sul, seis, Mato Grosso do Sul e no Rio de Janeiro tiveram cinco cada e Bahia quatro. Em janeiro, aconteceram 13 dos 56 acidentes de todo o ano.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos