(Da redação) – Trinta e oito pessoas foram presas hoje pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por adulteração de combustíveis. As prisões foram feitas em São Paulo, na Bahia e em Alagoas pela Operação Paracelso apoiada pelo Ministério Público de Alagoas.

O objetivo da operação é desarticular três quadrilhas suspeitas de envolvimento em adulteração, comércio ilegal de derivados de petróleo, contrabando de armas e munições, sonegação fiscal, roubo de cargas, seqüestro e homicídio. Todos os suspeitos serão levados para Maceió.

Já foram cumpridos apreendidos veículos de carga, de passeio, produtos adulterados e dinheiro, além de 15 armas de fogo. Segundo a polícia, os criminosos adulteravam mensalmente mais de 600 mil litros de combustíveis e faturavam R$ 2 milhões.

Além de combustíveis, uma das quadrilhas também passou a adulterar cimento que era enviado para São Paulo. As investigações apontam que caminhões recebiam cal e areia fina, para que a mistura ficasse mais barata.

Paracelso

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, Paracelso é o pseudônimo de um famoso alquimista, médico, físico e astrólogo renascentista, Phillipus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, que teria morrido frustrado após passar a vida buscando uma forma de enriquecimento através da “fórmula do ouro”.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos