As florestas do mundo estão cada vez mais vazias. Isto porque a população de animais que vive nelas foi reduzida em 53% desde os anos 1970, segundo levantamento da WWF (World Wildlife Fund), divulgado nesta semana.

O estudo rastreou 268 espécies de pássaros, mamíferos, anfíbios e répteis que habitam florestas no mundo todo entre os anos de 1970 e 2014. Neste período, a fauna foi reduzida em mais da metade e é importante lembrar que 80% dos animais, plantas e insetos têm nas florestas seus lares.

“As florestas são o melhor aliado na luta contra o aquecimento global, mas elas simplesmente não funcionam sem os animais. Elas dependem da fauna para continuar a ter funções essenciais à vida do planeta”, disse Susanne Winter, diretora da fundação, ao site Insider.

As florestas são grandes responsáveis por reduzir a presença de dióxido de carbono no ar. No entanto, sem os animais, esta função fica comprometida. Por exemplo, na América do Sul e na África, as três principais espécies de árvores que absorvem o componente dependem de grandes pássaros e primatas para comerem seus frutos e espalharem suas sementes. Sem eles, estas árvores não mais se reproduziriam.

A ação humana através das altas taxas de desmatamento e emissão de gás são os grandes responsáveis pela triste estatística. Além disso, os dados confirmaram uma teoria defendida por estudiosos há algum tempo de que o mundo passa por sua sexta edição de extinção em massa. Mais de 27% das espécies da Terra estão ameaçadas. Por fim, estima-se que devido a presença humana na devastação das matas, estes números são mil vezes maiores do que deveriam ser se fossem devidamente preservadas.

Rinocerontes resgatados na África:

Ação humana já matou mais de 50% de toda a vida animal das florestas

Sem mais artigos
Sair da versão mobile