Jogo se chama Blue Whal

Jogo se chama ‘Blue Whale’ (Baleia Azul)

Adolescentes russos estariam cometendo suicídio como parte final de um jogo perturbador nas redes sociais. A polícia está investigando diversas tentativas de suicídio que aconteceram recentemente, nas quais jovens foram manipulados por um grupo sinistro das redes sociais, segundo informou o jornal Daily Mail.

O jogo é chamado Blue Whale e, aparentemente, pede que adolescentes completem tarefas como se cortarem e cravarem palavras e símbolos em seus braços. No 50° dia do jogo, os jovens são instruídos a se matarem.

Jovens são instruídos a desenharem com facas ou lâminas o símbolo do jogo

Reprodução/Siberia Times Jovens são instruídos a desenharem com facas ou lâminas o símbolo do jogo

Yulia Konstantinova, 15, e Veronika Volkova, 16, pularam do topo de um prédio em Ust-Ilimsk e morreram, no último domingo (26). Konstantinova e Volkova são apenas mais duas jovens em casos similares na região. Yulia Konstantinova deixou um recado em sua página na rede social Vkontakte (VK) pouco antes de sua morte, que dizia: “fim”.

Pouco tempo antes, ela postou uma foto de uma baleia azul, que tem sido o símbolo do movimento que encoraja jovens a tirarem suas próprias vias. A mídia russa reportou que os participantes são influenciados a verem filmes de terror o dia inteiro e acordar sempre às 04h20 da manhã e muitos desenham a baleia azul com facas e giletes em seus pulsos ou pernas.

Yulia Konstantinova

Reprodução Yulia Konstantinova

No ano passado, o suposto líder desse movimento, Philip Budeikin, 21 anos, foi detido e acusado de organizar oito grupos entre 2013 e 2016, que promoviam o suicídio entre adolescentes. Após a prisão do rapaz, houve uma redução no número de casos desse tio, porém eles seguem acontecendo.

O jornal investigativo Novaya Gazeta noticiou no ano passado: “contamos 130 suicídios de crianças que aconteceram entre novembro de 2015 a abril de 2016. Quase todas essas pessoas eram membros dos mesmos grupos na internet e viviam em boas famílias, felizes. A polícia segue investigando a relação dos suicídios com os grupos das redes sociais e o jogo Blue Whale.

 

Sem mais artigos