(Da redação) – Um advogado de Florianópolis, detido em flagrante no mês passado sob suspeita de criar perfis falsos no Orkut, saiu da prisão no começo desta semana. Como o acusado não tinha antecedentes criminais, responderá ao processo em liberdade.

O promotor responsável pelo caso, Luiz Fernando Fernandez Pacheco, afirmou ao site G1 que o homem foi denunciado por incidir três vezes no crime de falsa identidade.

O advogado de 26 anos foi detido pela polícia civil em 13 de agosto, em uma Lan house no centro de Florianópolis. Duas das falsas páginas supostamente criadas por ele usavam o nome de uma funcionária de um banco de Santa Catarina, onde o acusado também trabalhava. Já o terceiro perfil, difamava o noivo dela.

O noivo da vítima abriu um boletim de ocorrência no final de 2007 por conta da criação de uma página falsa em seu nome, na qual o conteúdo publicado dava indícios de que o noivo era homossexual.

No início de 2008 foi criada uma nova conta, em nome da funcionária do banco, com fotos pornográficas. Em seguida, a mulher ganhou mais um perfil falso que foi utilizado para interagir deforma inadequada com outras pessoas, inclusive do banco onde trabalha.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos