Mulher ganha a vida se comprtando como cachorrinha nos EUA

Uma norte-americana de Austin, no Texas, deu o que falar em uma reportagem do site Unilad na última semana. Ela simplesmente resolveu abandonar o emprego de recepcionista, que tinha em uma clínica, para se dedicar a um fetiche: o de ser uma “cadela”.

Jenna Phillips se tornou That Puppy Girl (algo como Aquele Bichinho de Estimação, na tradução livre do inglês) e viu os seus rendimentos mensais saltarem cerca de cem vezes o que ganhava na clínica.

Jenna se comporta literalmente como uma cachorrinha. Anda de quatro apoios e diz que “adora pegar bolas de tênis” que os clientes jogam para ela. A norte-americana afirmou que os fãs pagam até R$ 108 por mês só para vê-la ir buscar bolas e trazê-las com a boca.

“Eu sempre agi como uma cadelinha. Adoro ser elogiada, ouvir aquele ‘Boa, garota!’. Isso faz o meu coração derreter”, explicou Jenna à reportagem.

Ela também afirmou que se comporta como um animal de estimação desde quando era criança. Mas só agora, quando adulta, deixou seus instintos caninos aflorarem e passou a viver disso grande parte do dia.

Sem mais artigos