(ANSA) – A Anistia Internacional (AI) elogiou hoje a justiça argentina por ter condenado à prisão perpétua os ex-generais Antonio Bussi e Luciano Menéndez, e acrescentou que crimes como a tortura e os desaparecimentos "já não têm espaço no mundo".

"As sentenças contra Menéndez e Bussi demonstram os passos que a Argentina está tomando em relação ao seu passado", afirmou a diretora para o programa das Américas da AI, Susan Lee, em comunicado enviado à ANSA.

Bussi e Menéndez foram condenados ontem em Tucumán, norte da Argentina, à prisão perpétua pelo seqüestro, tortura e desaparecimento do senador Guillermo Vargas Aignasse em abril de 1976.

A organização humanitária pediu também que a Argentina "atue de forma mais efetiva" para proteger as testemunhas e destine mais fundos para investigar o desaparecimento de Jorge Julio López, que desapareceu em setembro de 2006, após ter testemunhado no julgamento do ex-diretor de investigações da Polícia de Buenos Aires, Miguel Etchecolatz.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos