(Da redação) – Um dos mais importantes assessores do candidato republicano John McCain, Charlie Black, declarou à revista norte-americana Fortune que um ataque terrorista favoreceria McCain.

"Se isso acontecesse, seria uma grande vantagem para ele", disse o assessor, fazendo referência aos ataques de 11 de setembro e a segurança nacional pregada pelo republicano.

Contudo, McCain ficou surpreso com a declaração e fez Black, em nota à imprensa, pedir desculpas pelo que disse. Mas, aproveitando a mancada dos republicanos, a campanha de Barack Obama fez crítica a McCain.

E essa não é a primeira polêmica envolvendo as eleições presidenciais norte-americanas. No ano passado, quando questionado sobre o projeto nuclear iranianao, McCain respondeu ironizando, com o refrão de uma música do Beach Boys, que diz "bomb, bomb, bomb Iran".

Mais uma: há duas semanas, durante um discurso na Cúpula Nacional dos Pequenos Negócios, em Washington, o republicano trocou a palavra "bill" (projeto de lei, em inglês) por "beer", cerveja. "Usarei o veto quando necessário. Vetarei cada cerveja, digo, lei", se enganou McCain.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos