(Da redação) – A rede de notícias britânica BBC está no centro de uma polêmica que começou na Inglaterra e já se espalha por outros países. Tudo começou quando a rede se recusou a divulgar um pedido de ajuda humanitária em prol da população civil da Faixa de Gaza.

O diretor-geral da BBC, Mark Thompson, alega que a divulgação poderia deixar a impressão de que a emissora “está tomando partido de um dos lados, num complexo conflito como este entre palestinos e israelenses”. No entanto, a reação foi justamente contrária: muitos ouvintes, leitores e telespectadores acreditam que a decisão faz parecer que a rede está cedendo à pressões de grupos a favor de Israel.

Além de mais de 11 mil emails de seu público, a recusa da BBC em divulgar o pedido foi criticada pela maior autoridade religiosa da Inglaterra, o Arcebispo da Cantuária, e por 50 deputados. Thompson, no entanto, continua defendendo a opção, se apoiando na imparcialidade jornalística, "um dos pilares dos princípios editoriais da rede".

A campanha em questão foi montada pela Comissão Emergencial de Disastres (DEC, na sigla em inglês), da qual fazem parte 13 agências de ajuda humanitária, entre elas a Cruz Vermelha Britânica, a Christian Aid, a Save the Children e a Oxfam.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

A enciclopédia do porquê. Aqui você começa com uma dúvida e termina com
várias. Clique.

Sem mais artigos