(Da redação) – Em pelo menos 28 cidades brasileiras, há mais eleitores do que habitantes. O levantamento, feito pelo jornal Folha de S. Paulo, levou em consideração o número de votantes nas últimas eleições para prefeito e os dados do censo do IBGE.

A cidade com maior diferença foi Tapiraí, em Minas Gerais, onde vivem 1.841 pessoas, mas 2.437 votam. Em Analândia (SP), a questão rendeu até uma denúncia à Polícia Federal. A eleitora Adriana Batista Alves de Lima pediu que fosse investigada a informação de que moradores de Pirassununga teriam transferido seus títulos para, em troca, receberem a posse de terrenos na cidade, prometidas por determinado candidato.

Para o Tribunal Superior Eleitoral e os Tribunais Regionais Eleitorais de Minas e São Paulo, a disparidade não envolve necessariamente fraude. Todos os órgãos afirmam que a definição de “domicílio eleitoral” é mais flexível que a de “domicílio civil”. “Domicílio eleitoral é o lugar em que a pessoa mantém vínculos políticos, sociais e econômicos”, ressalta a resposta do TER paulista.

(com informações da Folha de S. Paulo)

Vestibular 2009 Centro Universitário Senac. Clique e inscreva-se.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos