Cratera na Sibéria foi estudada por cientistas russos

Presença de extraterrestres? Que nada! Cientistas desvenderam o mistério das grandes crateras que surgiram nas tundras da Sibéria, a região asiática da Rússia.

Os pesquisadores russos publicaram o estudo na revista “Geosciences”. Os imensos buracos se tratam de explosões provocadas por gás metano.

Esse gás joga gelo e rocha a centenas de metros de distância e deixa profundas “cicatrizes circulares” (os buracos) abertas nas paisagens.

Os cientistas encontraram até o momento 17 enormes crateras nas penínsulas de Yamal e Gyda. A primeira delas foi identidicada há 8 anos.

Sem mais artigos