Ok, pessoal. Neste Dia Internacional da Mulher, chega de usar a data para enaltecer a “beleza da mulher” e sua “capacidade de dar a vida à família”, tá bom? Dar e receber flores é bacana em qualquer dia do ano, mas é preciso lembrar que o dia marca a luta contra a opressão e pela igualdade de direitos.

De acordo com o DataPopular, o salário médio das mulheres, atualmente, equivale ao que os homens recebiam em 1993. No Brasil, a cada dois minutos, cinco mulheres são espancadas. Ainda estamos bem longe do justo.

Para marcar a data, o Virgula Diversão selecionou, na galeria de fotos aqui em cima, sete livros, de grandes autoras, que colaboraram na luta pela igualdade de gêneros. Dá uma olhada.

Sem mais artigos