maquina

Crédito: Reprodução

A gente não curte nem um pouco testes em animais. E provavelmente você também não. Mas uma empressora 3D que recria tecidos humanos pode acabar com esses testes em bichinhos inofensivos.

A máquina é da startup norte-americana BioBots e o processo que é usado por ela chama biofabricação. Ou seja, para recriar os tecidos a impressora utiliza uma tinta especial com compostos foto-inicializadores capazes de recuperar estruturas biomateriais.

maquina 1

Crédito: Reprodução

A ideia é que o aparelho seja usado por empresas do setor farmacêutico para evitar os testes feitos em animais.

Esse processo já existia, mas sempre foi muito caro. As máquinas antigas chegam a custar US$ 500 mil, enquanto a nova impressora sai por US$ 5 mil.

Dá uma olhada em como ela funciona:

Sem mais artigos