(EFE) – Os fatores genéticos podem influir, em alguns casos, na escolha do parceiro, com o objetivo de que os filhos herdem um melhor sistema imunológico e resistam a um maior número de infecções, segundo um estudo publicado hoje pela revista "PloS Genetics".

A região do genoma implicada na resposta imunológica, denominada MHC (complexo principal de histocompatibilidade), pode condicionar a escolha do parceiro no ser humano, de acordo com os resultados de um estudo do cientista francês Raphaëlle Chaix e de seus colaboradores do departamento de Estatística de Oxford.

O estudo sugere que os seres humanos têm a possibilidade de discriminar a composição genética do MHC, importante na resposta imunológica do ser humano, de modo que buscam inconscientemente um código imunológico que complemente o seu.

Esta discriminação é realizada a base de moléculas voláteis com cheiro, codificadas também pelo MHC.

Os pesquisadores afirmam, no entanto, que seria necessário estudar um maior número de populações para compreender melhor a diversidade e a importância relativa desses fatores.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos