(Da redação) – A polícia espanhola desarticulou uma rede de prostituição de brasileiras e colombianas nas ilhas Canárias. A operação resultou no fechamento de uma casa noturna, que chegava a faturar US$ 1,5 milhão ao ano.

Foram presos María Lucelly L. C., de 47 anos, e Diana Fernanda S. C., de 32, ambas colombianas, os colombianos Jackelin C. C., de 28 anos, María Victoria A. B., de 33, e Luis Eduardo C. G., de 36, e os espanhóis Lucía T. M., de 54, e Eladio Javier R. E., de 32 anos.

As mulheres, que viviam ilegalmente no país, chegavam a trabalhar 12 horas por dia e entregavam todos os lucros aos donos do clube.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos