armani

Vamos lá que o show de declarações nonsense das celebridades ainda não terminou. Depois dos estilistas da marca Dolce&Gabanna, agora é a vez de outro designer  italiano se envolver em polêmica. Giorgio Armani, 80 anossimplesmente disse ao jornal “The Sunday Times Magazine” que  “um homem gay é um homem 100%” e que precisa “se vestir de forma masculina”. Armani ainda disse à publicação que quando a homossexualidade é” exibida ao extremo”, é algo que não combina com ele. “Um homem deve ser um homem”, concluiu.

Que ano é hoje mesmo Giorgio?

Nem precisa dizer que essas “pérolas de sabedoria” (SQÑ), tiveram repercussão na internet, certo? A maioria das pessoas questionou desde a  liberdade de expressão na hora de se vestir até o que seria realmente esse “se vestir homossexual” a que o estilista se refere. E, claro, a questão do preconceito de uma aparência mais feminilizada.

Ah, e o estilista ainda criticou mais coisa. “Não gosto de homem musculoso, que vai muito à academia. Gosto de alguém saudável, tonificado, que cuida de seu corpo, mas não usa muito os músculos”. Ahhh, e sobrou até pras cirurgias plásticas por motivos simplesmente estéticos. “Um peito pequeno não precisa ficar grande”.

Sem mais artigos