A ex-socialite Heloisa Faissol, que tornou-se conhecida após virar a funkeira Helô Quebra Mansão, promete denunciar a alta sociedade carioca em seu mais novo livro, O luxo é um lixo. Em entrevista à revista Alfa, ela afirmou que o universo dos milionários é bem diferente daquele apresentado em novelas e reality show.

“É um mundo podre, promíscuo, muito distante do apresentado em novelas ou nesse reality show”, declarou a morena, referindo-se ao programa Mulheres Ricas, da Band.

Filha de Olympio Faissol, o dentista mais bem-sucedido no Brasil, ela informa que o livro contará detalhes de sua passagem traumática pela Sociedade Hípica Brasileira. Helô afirma que aos 12 anos foi obrigada a lavar o pênis do cavalo e que chegou a assistir vários filmes pornôs no espaço.

“Não sei se o leitor será capaz de imaginar como ficava minha cabeça, que até então só tinha assistido desenhos da Disney e brincado de namorar com Barbies e Kens. Fiz análise a minha vida inteira e até hoje sou um pouco medrosa”, confessa. 

O lado humorado da biografia fica por conta da paixão desenfreada da ex-socialite por Chico Buarque. “Um dia, ele saiu do campo de futebol e me viu pulando no capô do carro dele. Eu disse que só iria descer se ele me desse um beijo”. Além disso, ela liga diariamente na casa do cantor e já enviou um fax de 14 metros com a frase “eu te amo” repetida. 

Sem mais artigos