coma1

A moça da foto acima é Claire Wineland, 18 anos, e tem uma história muito louca pra te contar. Por causa de um fibrose cística, doença congênita que obstrui os pulmões e o sistema digestivo, intensificada por uma infecção, os médicos a colocaram em coma induzido por duas semanas para que a situação não acarretasse danos cerebrais. Daí, que Claire voltou do coma e decidiu descrever o que aconteceu com ela num ótimo vídeo do Youtube, visto por mais de meio milhão de pessoas. “Quando você está em coma, você ainda está aqui, mas se passam coisas estranhas na minha mente”, explica a garota.

coma2

A jovem conta que alucinou que estava no Alasca (!), sem se importar com o frio, numa experiência que ela descreve como “a melhor parte” em se estar num coma. “Nunca fui ao Alasca e nem mostrei interesse em visitar aquele lugar. Mas em alguma parte do meu sono, eu costumava ir para lá e havia pinheiros. Eu observava o cenário mais lindo que já vira, com alguns poucos cervos”, conta.

Em tempo, só pra esclarecer: diferentemente do coma “normal”, no induzido a pessoa consegue voltar e recobrar a consciência à medida que os médicos diminuem os sedativos. Às vezes, o paciente consegue responder ou mexer alguma parte do corpo. Apesar de não estarem conscientes, nessas condições, é possível  ouvir conversas e há a possibilidade de lembrar dessas coisas depois de acordar.

Veja o relato de Claire no vídeo abaixo e saiba como foi a viagem mental dela: 

Sem mais artigos