(Da redação) – Mesmo com o final da ação militar na Geórgia ordenado pelo presidente Russo, Dmitri Medvedev, o governo georgiano anunciou que a guerra não deve acabar enquanto ainda restar em seu país um único ocupante.

Em anúncio feito na manhã desta terça-feira, 12, na Televisão Pública da Geórgia, o ministro da integração georgiano Temuri Yakobashvili disse: "Agora começamos o componente diplomático desta guerra". Ele alertou a população que não mantenha nenhum contato com as tropas russas.

Yakobashvili acrescentou que, desde o início desta guerra, na sexta-feira passada, os soldados da Geórgia derrubaram 17 aviões e três hilicópteros, além de terem destruído 60 blindados russos. Somente nesta terça, seis pessoas haviam morrido, durante um ataque aéreo da aviação da Rússia contra a cidade de Gori, 70 quilômetros ao leste de Tbilisi e cerca de 25 quilômetros ao sul da região separatista da Ossétia do Sul.

Segundo o ministro da Defesa russa, Antoli Serdiukov, o objetivo de seu país “é forçar a Geórgia a aceitar um acordo de paz”.

Leia mais: Rússia x Geórgia – entenda o conflito na Ossétia do Sul

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos