(EFE) A Geórgia emitiu uma ordem internacional de busca e captura contra o presidente da Ossétia do Sul, Eduard Kokoiti, anunciou hoje o ministro georgiano de Reintegração, Temur Yakobashvili.

"Ele deve ir para a prisão ou para (o tribunal de) Haia. Nós não temos o que conversar com ele ou com outros líderes separatistas", disse Yakobashvili em uma entrevista coletiva. O ministro georgiano também ressaltou que seu país não "tem nada contra o povo osseta".

Kokoiti, eleito presidente da Ossétia do Sul em dezembro de 2001, acusou Tbilisi de "genocídio" por conta de sua ofensiva militar contra o povo osseta.

Em 2006, Kokoiti convocou um plebiscito, no qual 99% da população local apoiou a independência da região separatista.

Sem mais artigos