(Da redação) – O ministro da Justiça Tarso Genro disse, após uma cerimônia em Brasília, que até amanhã pretende entregar ao presidente Lula um anteprojeto de lei que prevê penas mais graves para a prática de grampos ilegais.

“Essa lei preserva a capacidade investigativa da polícia e só reduz algumas lacunas onde haveria dúvida. Fica muito claro que o agente público pode continuar esse tipo de investigação – sempre controlado pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário. E quem tem competência para fazer isso é a Polícia Federal, não é outro organismo qualquer”.

O ministro disse também que espera que o Congresso Nacional aprove em breve a legislação do uso de escutas telefônicas e que está confiante quando ao inquérito da Polícia Federal sobre o grampo da Abin.

Leia mais: Grampo é assunto polêmico e delicado; saiba mais

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos