(Da redação) – O presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), ministro Rider Nogueira de Brito, convocou os representantes dos trabalhadores e dos Correios para definir um acordo para o fim da greve na empresa. A categoria está parada há 18 dias.

A reunião está marcada para o fim da tarde desta sexta-feira. Caso as partes não cheguem a um entendimento, o caso será levado à julgamento.

Na terça-feira, o presidente do TST sorteou o ministro Maurício Godinho Delgado para relatar o julgamento da ação de greve abusiva. Mas, devido ao recesso jurídico do tribunal, Godinho só irá avaliar o processo a partir de 1º de agosto.

Enquanto isso, o fim da paralisação depende de um acordo “amigável” entre as partes ou uma medida liminar do presidente do TST, quer também pode convocar extraordinariamente um julgamento.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos