(EFE) – O aumento da inflação está afetando negativamente os hábitos de consumo de aproximadamente 80% das famílias brasileiras, segundo uma pesquisa divulgada hoje pelo centro de estudos da Fundação Getulio Vargas.

A parte mais afetada, segundo o estudo, foram as famílias de renda de até R$ 2.100 reais ao mês, segmento em que 87,8% declararam ter mudado seus padrões de consumo.

No outro extremo, as famílias com renda superior a R$ 9.600 também tiveram que fazer restrições por causa do aumento dos preços, embora de forma mais comedida. Delas, 72,4% afirmaram ter mudado seus hábitos na hora das compras.

A maioria dos entrevistados (61,6%) disse que os alimentos foi o elemento que mais abalou seus orçamentos. O aumento do custo das tarifas de serviços de eletricidade, água e telefonia também foram citados por 22,9% dos entrevistados.

Para aliviar o peso do aumento dos preços, 35,4% dos que declararam sofrer com a inflação afirmaram que estão tentando reduzir despesas, enquanto 44,5% estão substituindo os produtos e serviços que consumiam por outros mais baratos.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos