alarme 1

A escocesa Rebecca Pick, de 22 anos, criou um pequeno alarme antiestupro, chamado “Guardião Pessoal”, depois que a amiga foi vítima de abuso sexual.

O aparelho é acionado no momento de perigo e transmite a partir do GPS a exata localização da mulher às autoridades policiais. O objetivo é impedir que outras mulheres sejam violentadas.

Como é concetado a um aplicativo no smartphone, permite a seleção de contatos de emergência. O app avisa as usuárias sobre qualquer caso de violência próximo.

O Guardião Pessoal pode ser desativado da mesma forma, mas, para isso ocorrer, é necessário um contato com a estação de monitoramento para determinar se o comando é uma emergência ou um alarme falso.

 

 

Sem mais artigos