Eliz Amorim, 24 anos

Reprodução/Facebook Eliz Amorim, 24 anos

Um caso de sororidade chamou a atenção da internet na última quarta-feira (28) e acabou viralizando.

Uma jovem foi alertada sobre um possível caso de assédio no metrô de São Paulo ao receber um bilhete de outra passageira.

A jovem transexual Eliz Amorim fez um post no Facebook para contar como escapou de um possível assédio.

“Como existem pessoas que são maravilhosas e tomam atitudes inesperadas, ainda mais que nunca te viram na vida. #raro. Estava agora no trem da CPTM, olhando distraída para o celular como de costume, e uma moça que estava próxima me entregou um bilhete, levei um susto mas peguei e li”, contou.

O bilhete dizia: “o homem de social encostado na porta, está te olhando desde que entrou no vagão. Cuidado e boa viagem”.

“Ela me alertou sobre um homem que estava me olhando, parei para reparar o cara e ele não parava de me medir. Olhava de cima a baixo e lambia os lábios, estava constrangedor, ele ia se aproximar a qualquer momento… Até que sai da visão dele, e fiquei em alerta. Eu achei muito constrangedor. Porém, linda a atitude dessa moça, ela nem me conhece e me alertou para que eu tomasse cuidado, muito gentil. Por mais anjos assim!”, disse.

10 coisas que você não deve dizer a vítimas de assédio e violência sexual

Tem certeza que você não flertou ou provocou primeiro?
Você bebeu demais ou usou alguma droga, né?
Por que você estava fora de casa àquela hora?
Você deve ter dito alguma coisa que o irritou.
Você tem certeza que as coisas aconteceram desse jeito, mesmo?
Você deixou claro que não queria nada?
Você não está exagerando um pouco?
Precisava ter saído com essa roupa, também?
Será que vale a pena fazer esse escândalo? Uma conversa não resolve?
Nem foi tão grave assim, né. Que tal deixar para lá e superar?

 

Jovem é alertada sobre possível assédio em metrô de SP ao receber bilhete

Sem mais artigos