Os brasileiros que vivem em situação de pobreza, com rendimento mensal familiar de até ½ salário mínimo per capita, representam 30% da população. Mas, considerando aqueles entre os 0 e 17 anos, essa taxa sobe para 46%. Os dados constam da Síntese de Indicadores Sociais divulgada nesta quarta-feira (24) pelo IBGE, com base em levantamento da Pnad 2007 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

Na região mais pobre do país, o Nordeste, a proporção também é mantida, com 68,1% dos jovens em situação de pobreza, mais da metade deles em condições precárias: 36,9% vivem com apenas ¼ de salário mínimo de rendimento mensal familiar.

A situação é melhor para os jovens do Sul e Sudeste, onde as taxas de jovens pobres são de 30% e 32%, respectivamente. Em todo o país, apenas 1,7% das pessoas entre 0 e 17 anos vivem com rendimento mensal familiar de mais de cinco salários mínimos.

(com informações do UOL)

Leia mais sobre a pesquisa do IBGE aqui e aqui

Sem mais artigos