(Da redação) – O projeto do pedágio urbano, medida que vem sendo discutida há anos, foi enviado por engano à Câmara Municipal pelo prefeito Gilberto Kassab(DEM). O texto deveria ser mudado antes da aprovação do legislativo. Em sua nova versão, o parágrafo que trata o pedágio será apagado, informou a prefeitura de São Paulo, nesta manhã.

A proposta tem o objetivo de minimizar na cidade de São Paulo os congestionamentos, mas, principalmente, atua como pano de fundo na Política Municipal de Mudança Climática, que agrega regras e metas para diminuir as emissões de gases poluentes, resíduos e construção civil, que influenciam no aquecimento global.

O projeto de lei, que começou a tramitar na Câmara, nesta-quarta feira, 13, ainda prevê incentivos aos novos prédios que utilizarem energia não poluente e a obrigatoriedade da coleta seletiva. No item mais polêmico da lei, ela obriga o pedágio nos locais com trânsito mais intenso e que os recursos sejam aplicados no transporte público.

A implantação do pedágio urbano ainda depende de um projeto específico para o mesmo, que estabeleceria alguns itens, como locais e valores.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!</a

Sem mais artigos