(Da redação) – O Ministério Público denunciou 11 pessoas por envolvimento com desvio de verba do Bolsa-Escola, na cidade de Porto de Moz, no Pará.

Entre os suspeitos estão oito funcionários da Secretaria Municipal de Educação, que é responsável pela distribuição dos cartões com o benefício. Outros dois envolvidos são parentes de beneficiados e o último trabalhava na casa lotérica onde o dinheiro era pago.

O MP informou que o grupo agia em um esquema de fraude de dados e documentos falsos. Os criminosos também extraviavam cartões. Se forem condenados por estelionato ou peculato, o grupo pode pegar até 18 anos de prisão.

Vestibular 2009 Centro Universitário Senac. Clique e inscreva-se.

< Publieditorial: Mulher cria vestido que vira porta pra comer BIS escondida

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos