Mulher de 56 anos tira roupa em protesto contra academia

Uma mulher causou um alvoroço em uma academia em Taiwan após insistir em levar o seu gato nos dias em que ia malhar. O local não tolera animais de estimação e havia deixado bem claro que a insistência seria passível de punição.

O que Chien, como foi identificada, não contava é que uma das punições impostas pela academia seria a suspensão do seu contrato. Mas a decisão do estabelecimento não foi bem aceita pela aluna.

Chien foi até a academia tirar satisfação após a exclusão de sua matrícula. E para piorar a situação, levou novamente o seu gato de estimação.

Abordada por uma funcionária, ela esbravejou e até ameaçou partir para a briga. Quando os seguranças foram chamados, Chien tirou a roupa e andou pelo local até ser retirada, junto com o gato.

Segundo testemunhas no local, a ex-aluna conseguiu provocar uma alvoroço por cerca de 30 minutos e só conseguiu ser retirada por policiais.

Sem mais artigos