(Da redação) – Dois juízes federais de Buenos Aires liberaram um réu acusado de plantar maconha na varanda do seu apartamento.

Segundo a imprensa argentina, os juízes Eduardo Farah e Eduardo Freiler decidiram liberar o réu porque ele não tinha a intenção de comercializar a erva, ou seja, não atenta contra a saúde pública.

Os magistrados se basearam na Constituição argentina para sustentar a defesa de "atos privados" que "não afetam a terceiros".

Claro que a decisão gerou polêmica e apelações, e o caso pode ser levado ainda à Camara de Cassação Penal ou a Suprema Corte da Justiça.

Qual é o seu ritmo? Seja qual for, venha curti-lo de uma forma diferente!

Sem mais artigos