Os advogados da Chanel mandaram um recadinho para o pessoal que adora usar o nome da marca para caracterizar o estilo de uma peça ou de alguém, em um comunicado oficial publicado pelo WWD. Alerta vermelho!

“Para editores de moda, jornalistas, copywriters e outros bem intencionados porém equivocados usuários do nome Chanel: Coco Chanel foi uma designer, mulher extraordinária que deixou uma contribuição sem fim para a moda. Chanel é elegância moderna em couture, ready-to-wear, acessórios e joias, e é a nossa marca registrada para fragrâncias, cosméticos e outras coisas. Por mais que nosso estilo seja determinante, um terninho não é um terninho Chanel a não ser que seja nosso. E, mesmo lisonjeados, pedimos que NÃO USEM os termos “Chanel-ed”, Chanels e Chanel-ized”. Nossos advogados os odeiam. Nós levamos a nossa marca a sério”.

Então, já sabem, nada de pronunciar o divino nome em vão! Se você acha que o cabelo daquela atriz tem um estilo Chanel é melhor não publicar ou pode se encrencar…

Sem mais artigos