Coleção Rio de Janeiro, por Oskar Metsavaht para a Riachuelo

Flávio Rocha, vice-presidente da Riachuelo - Lançamento da coleção Rio de Janeiro, por Oskar Metsavaht para a Riachuelo

Sustentabilidade é um termo que está na moda. Usar o conceito como chamariz publicitário, então, nem se fale. Mas – exatamente no mundo da moda, Oskar Metsavaht e a Riachuelo fazem jus ao que a palavra significa e realmente colocam o conceito em prática.

A partir do dia 15 de novembro, uma coleção limitada, composta por 100 itens – entre roupas e acessórios – totalmente desenvolvida por Oskar, diretor criativo da Osklen, chegará a todas as lojas da rede de departamento. A parceria entre a empresa brasileira e um dos estilistas mais conceituados do País é enraizada no desejo de democratizar o direito de expressão por meio da roupa e também na preocupação de usar recursos 100% nacionais e que não agridam o meio ambiente, como a escolha por botões e zíperes que não usem níquel, por exemplo.

A coleção é inspirada na cidade do Rio de Janeiro e traduz a visão que Oskar tem do balneário carioca. Tecidos leves, como algodão, voil e tule dão formas a vestidos longos e fluidos, t-shirts larguinhas e shorts de cintura alta – na coleção feminina – e camisas e calças de algodão e jeans, na coleção masculina. Tudo bem a cara do verão, o que é uma escolha inteligente pra uma coleção que precisa ser acessível sem abrir mão de matéria prima de qualidade. “Estou envolvido em todo o processo de criação. Desde a escolha dos tecidos até o vídeo publicitário da campanha. Não coloco só o meu nome, é o meu estilo que está ali”, disse Oskar durante entrevista coletiva na manhã de ontem (20).

De acordo com Flávio Rocha, vice-presidente da Riachuelo, trazer um estilista renomado para o universo mais popular é democratizar o que antes era privilégio de poucos. “Estamos vivendo uma fase de democratização da informação, que vem principalmente do processo de inclusão digital. Acho isso ainda mais importante do que a democratização do crédito, porque abre espaço pra se criar uma educação de moda. Hoje todo mundo sabe o que quer vestir”, disse Flávio em entrevista ao Virgula Lifestyle.

“O luxo está no processo criativo”

As peças custarão entre R$ 29 e R$ 149 e as modelagens são amplas e confortáveis. A coleção virá em tons neutros, azuis, verdes, metalizados, brancos e preto, com fits descomplicados que trazem uma certa sensualidade casual. Tudo bem a cara do Rio.

Apesar de seguir o mesmo estilo que Oskar empresta à Osklen, o estilista faz questão de frisar que não se trata de uma versão mais barata da grife. “Dizem que faço roupas elitizadas. As pessoas não percebem que o valor não é por acaso, que a peça custa aquilo que ela demanda para ser criada e produzida. No caso da coleção pra Riachuelo, a escolha de tecidos simples e a grande escala de produção baratearam as peças, mas não é uma versão da Osklen, é o meu estilo como designer que está ali”.

"Não se trata de uma versão mais barata da Osklen", diz Oskar Metsavaht sobre sua coleção para a Riachuelo

Sem mais artigos