(Da redação) – Os primeiros 365 dias de governo do novo presidente dos EUA, o democrata Barack Obama, deverão ser utilizados para tirar a economia do país da UTI.

As ambiciosas promessas feitas por Obama, como mudanãs na política energética, redução dos impostos para a classe média e mudanças no sitema de saúde devem ser adiadas, admitiu o próprio presidente em uma entrevista poucos dias antes da eleição. Obama garantiu que a prioridade será estabilizar o cenário econômico norte-americano.

Obama ainda terá que apertar o cinto, ainda mais quanto as prometidas reformas na saúde, o que exige grande capital político. A dívida dos EUA, até o final deste ano fiscal deve chegar a US$ 11,8 trilhões. No final do governo Clinton, esse valor chegou a US$ 5,6 trilhões.

Em sua primeira entrevista, na última sexta, 7, Obama disse que a prioridade, logo após a posse, em 20 de janeiro, será um pacote de estímulo fiscal, que incluiria: gastos em infra-estrutura, expansão de seguro-desemprego e ajuda a montadoras – como forma de injetar dinheiro e aquecer a atividade.

Vestibular 2009 Centro Universitário Senac. Clique e inscreva-se.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Sem mais artigos