(ANSA) – Apesar da vitória em termos absolutos do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), do presidente Hugo Chávez, nas eleições regionais desse domingo, a oposição conseguiu conquistar três das quatro jurisdições mais importantes do país.

Segundo uma nota oficial do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) emitida à meia-noite de hoje, com 95,67% dos votos apurados o PSUV elegeu 17 governadores, enquanto a oposição conquistou os estados de Zulia, Miranda, Carabobo e Táchira, informou, por sua parte, o jornal El Nacional.

A vitória do antichavismo em Zulia (2.141.055 eleitores) Miranda (1.781.361) e Carabobo (1.338.601), confere à oposição o controle sobre 37% dos cidadãos venezuelanos habilitados a votar. Os adversários de Chávez também obtiveram uma importante vitória em quatro dos cinco municípios que formam o Distrito Metropolitano de Caracas, composto por Cachao, Baruta, El Hatillo, Sucre e Libertador.

Apenas o candidato governista Jorge Rodríguez conseguiu salvar o PSUV de não obter o controle de nenhum dos municípios de Caracas ao vencer em Libertador, terceira prefeitura mais importante no país – atrás de Zulia e Miranda – na qual se concentram 1.506.039 eleitores.

Pela primeira vez nos últimos quatro anos o chavismo será minoria no Conselho Metropolitano de Governo, sendo representado apenas por Jorge Rodríguez.

ESTUDANTES

O presidente da Federação de Centros Universitários da Universidade Central da Venezuela, Ricardo Sánchez, disse que entre 5 mil e 7 mil membros do movimento estudantil participam como observadores voluntários do processo eleitoral realizado neste domingo no país.

Em declarações ao site do jornal El Nacional, Sánchez explicou que, de todo o contingente de estudantes que acompanha a votação, 2.500 estão atuando em colégios eleitorais de Caracas.

O universitário ressaltou a rapidez do processo, agilizado pelo sistema eletrônico empregado pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE). "O processo é mais fácil do que parece", disse ele. "Levamos um minuto e meio para votar."

Sem mais artigos