(Da redação) – Antônio Carlos de Souza, procurador geral da república, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia por quebra de sigilo contra o ex-ministro da Fazenda, atual deputado (PT-SP) Antônio Palocci.

A acusação chega dois anos após Palocci ser acusado de mandar quebrar o sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, que, na época, era funcionário de uma mansão no Lago Sul onde funcionava um suposto esquema de lobistas com a participação do próprio ministro.

Após o madato da quebra, Palocci saiu do governo, em 2006. Hoje, se a denúncia for acatada, o deputado pode responder por quebra de sigilo funcional e pegar de um a quatro anos de prisão.

Novo discador V2. Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos