(Da redação) – Airton Michels, novo diretor-geral do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) defende que os pequenos traficantes, que "só" entregam drogas, não devem ser presos e, sim, cumprir penas alternativas.

Para o diretor, a prisão dessas pessoas – que hoje representam 12% a 13% da massa carcerária – não corta o mal do tráfico de drogas pela raíz, porque os verdadeiros traficantes estão nas ruas.

Para ele, essa medida diminuiria a superlotação nas cadeias, além do que, os "entregadorzinhos" poderiam ser reintegrados na sociedade sem o estigma de "traficante".

Segundo Michels, a atividade "continuaria a configurar crime, mas com uma medida alternativa. Se colocar esses meninos na cadeia, você não vai conseguir disputá-los com traficante. É uma forma de integrá-los à sociedade. A vantagem é poder recuperar esses outros jovens. O índice de reincidência é muito menor para quem cumpre pena alternativa".

Novo discador V2.
Navegue pela Internet e ganhe grana!

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da
Internet está há um clique daqui!

Sem mais artigos