(Da redação) – Os dois homens mais ricos do mundo, Michael Bloomberg, prefeito de Nova York, e Bill Gates, dono da Microsoft, vão lançar uma campanha anti-tabagismo nos países mais pobres.

Bloomberg e Gates, juntos, têm um patrimônio de 70 bilhões de dólares. Eles prometeram doar até US$500 mi para serem invetidos em campanhas contra o cigarro.

Os ricassos alertam que, neste século, 1 bilhão de pessoas podem morrer por causas relacionadas ao hábito de fumar. "Bill e eu queremos destacar a enormidade deste problema e catalisar um movimento global de governos e da sociedade civil para pararmos a epidemia do tabagismo", disse Bloomberg, segundo a BBC.

Cidades mais desenvolvidas, como Londres e Nova York, já implantaram leis mais restritivas que proíbem as pessoas de fumarem em lugares públicos. Com isso, a indústria do cigarro concentrou mais seus mercados na Ásia e África.

A iniciativa de Gates e Bloomberg pretende priorizar as nações que já endureceram suas leis contra o fumo, como aumento de impostos e proibição de campanhas com esses artigos.

Sem mais artigos